Desejo...

Desejo...
Eu sinto teus dedos passeando por todo meu contorno...(clique na imagem)

sábado, 13 de dezembro de 2008

Carlos Drummond de Andrade



...


O meu amor é tudo que,


morrendo,


não morre todo,


e fica no ar, parado.

Nenhum comentário: